Patrimônio Garantido

Acordo põe fim a demanda judicial que ameaçava de leilão Universidade do Folclore

O terreno da Estrada Odovaldo Novo é, e vai continuar sendo, patrimônio do Boi Garantido. A afirmação é do presidente do Boi Garantido, Fábio Cardoso, que na tarde desta sexta-feira (25/05) assinou um acordo de renegociação de dívida com Rainez Rocha, sócia do Boi do Povão, pondo fim ao processo judicial que se arrastava a mais de 12 anos e que poderia acarretar na perda da área onde está instalada a Universidade do Folclore Paulinho Faria.

“Não haverá leilão de qualquer bem vermelho e branco”, assegurou o presidente Fábio Cardoso, lembrando que credibilidade e responsabilidade não são apenas palavras para a diretoria do Boi Garantido. O presidente admite que os problemas são muito, mas, garante que, ele e o vice-presidente Messias Albuquerque, não medem esforços para honrar com o compromisso de cuidar do patrimônio e que o acordo firmado com a sócia Rainez Rocha, “foi bom para todos e, principalmente, preservou mais um patrimônio importando do Garantido”.

A divida do Boi Garantido com Rainez Rocha, no valor de R$ 15 mil, foi contraída em 2002, quando ela emprestou um cheque para que o então presidente Antônio Andrade pudesse quitar compromissos antes da entrada do Boi na arena. A direção não pagou o empréstimo e trouxe várias consequencias para Rainez Rocha que perdeu vários bens, eles carro, moto, terrenos e teve até pagamento de salário suspenso.

Segundo Rainez Rocha, por mais de uma década sucessivos dirigentes do Garantido ignoraram a dívida que, reajustada, hoje é de R$ 390 mil. Ela elogia a postura do presidente Fábio Cardoso e vice Messias Albuquerque que “se importaram com ela” e se empenharam em solucionar o problema. “Nunca quis prejudicar o Garantido. Eu como torcedora do Garantido jamais desejei que o Boi chegasse a perder algum Patrimônio. A diretoria me procurou, chegamos a este acordo, que foi o melhor para as duas partes, e, enfim, tudo foi resolvido”, garantiu Rainez.

O advogado de Rainez Rocha, Rodrigo Silva e Silva, salientou que o acordo só foi possível mediante a sensibilidade e ao conhecimento do presidente. “Foi um fim desejado, depois de todos esses longos anos de peleja e angústia por parte da minha cliente”, enfatizou.

Texto e fotos Márcio Costa

Imprensa Garantido

https://www.ojornaldailha.com/patrimonio-garantido/

Mostre mais

Deixe seu Comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios