Mais dois laticínios recebem certificado do S.I.M da Prefeitura de Parintins


Com o selo atestando a sanidade dos alimentos, a população é atendida com produtos de qualidade (foto: Peta Cid)

A Prefeitura de Parintins, por meio da secretaria de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (SEMPA) continua regularizando os empreendimentos do ramo de laticínios, assegurando a qualidade dos produtos que são comercializados no município.
O Serviço de Inspeção Municipal – S.I.M. de produtos de origem animal foi instituído pela Lei 014/2005 e regulamentado pelo Decreto 30691-52, que controla, registra, certifica e monitora toda a cadeia alimentar, desde a sanidade do rebanho até a higiene da industrialização.
Esta semana, a Agropecuária Ferreira e a Fazendinha Vovô Otacílio, localizadas na comunidade do Parananema, receberam a certificação.
Com o aumento da produção e para cumprir as exigências dos consumidores por qualidade, o município está regularizando a atividade.
Fortalecer a bacia leiteira é meta da administração do prefeito Bi Garcia, ampliando a geração de emprego e renda e o padrão de qualidade dos alimentos oferecidos à população. Os produtos de origem animal certificados por meio do SIM indicam que o alimento foi produzido dentro dos padrões exigidos pelo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
A partir da entrega do selo, a Agropecuária Ferreira que atua com produção de queijo coalho de leite de búfalo está habilitada a comercializar os produtos de forma legalizada para os supermercados da cidade. Da mesma forma a Fazendinha Vovô Otacílio que direciona a atividade para a produção de leite orgânico, tudo obedecendo aos critérios de higiene, sanidade e segurança alimentar.
A coordenadora de produção animal da SEMPA, Anne Cristine, fez a entrega do SIM aos empreendedores Oswaldo Ferreira e Otacílio Ferreira , em visita de inspeção ao centro de manejo da Fazenda São José, na comunidade do Parananema.
De acordo com Oswaldo Ferreira, o empreendimento recebe a inspeção da Vigilância Sanitária e mantém 30 matrizes para uma produção semanal de 60 quilos de queijo para atender os principais supermercados da cidade. Já o médico veterinário Otacílio Ferreira, menciona como diferencial a realização anual de exames de brucelose e tuberculose nos animais, o que assegura a confiabilidade da produção. Ele ressalta o trabalho do município na busca pela certificação dos empreendimentos e afirma que hoje a atividade pecuária está evoluindo com um número maior de produtores aderindo ao programa balde cheio, trabalhando com inseminação artificial, pastos rotacionados e buscando a erradicação da febre aftosa.
O secretário Edy Albuquerque considera de fundamental importância que os empreendedores busquem a legalidade e consequentemente a profissionalização de suas atividades. A Secretaria de Pecuária tem feito o acompanhamento com profissionais da área , garantindo a qualidade dos produtos para os consumidores, tirando as empresas da clandestinidade, expandindo o mercado.
A coordenadora de produção animal, Anne Cristine, disse que a meta é transformar a produção artesanal de queijo em uma atividade regulamentada dentro dos moldes preconizados pela saúde pública, tornando-a mais lucrativa. Ela destaca a entrega do para a empresa Agropecuária Ferreira LTDA, a pioneira na fabricação de queijo coalho.

Peta Cid/SEMPA/SECOM

https://www.ojornaldailha.com/mais-dois-laticinios-recebem-certificado-do-s-i-m-da-prefeitura-de-parintins/

Mostre mais

Deixe seu Comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios