Polícia

Garoto de 16 anos estupra os próprios irmãos um deles de 9 anos

Itacoatiara AM: Na manhã da última terça-feira (03/12), por volta das 7h, policiais civis da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Itacoatiara, cumpriram mandado de busca e apreensão em razão de sentença condenatória por ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável, em nome de um adolescente de 16 anos. As investigações em torno do caso foram realizadas Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), sob coordenação da delegada Elizabeth de Paula, titular da especializada.

Conforme a delegada, o delito aconteceu dia 10 de janeiro deste ano, na casa onde o adolescente morava, situada no bairro Armando Mendes, zona leste de Manaus, e teve como vítimas os próprios irmãos dele, um adolescente de 12 anos e uma criança de 9 anos. Segundo a autoridade policial, os familiares souberam do crime e formalizaram a ocorrência na especializada.

“Um dos laudos periciais deu positivo para a penetração em um dos irmãos. A outra vítima ele teria apenas aliciado. Diante disso, o juiz Eliezer Fernandes Júnior, do Juízo de Direito do Juizado da Infância e Juventude, da Comarca de Manaus, expediu em nome do adolescente, no dia 18 de outubro deste ano, mandado de busca e apreensão em nome do adolescente”, disse Elizabeth de Paula.

A ordem judicial foi cumprida no município de Itacoatiara (distante 175 quilômetros em linha reta da capital). Após a preensão do adolescente, ele foi trazido para Manaus e encaminhado à Deaai.

Procedimentos – O adolescente irá responder por ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável, com três anos de reclusão no Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, situado no bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM): Lana Honorato (99317-9840, 99962-2705 corporativo, 3214-2250 e 3214-2262).

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um Comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios