Curiosidade

Fóssil de aranha gigante era uma farsa

No começo do ano, a descoberta de um incrível fóssil de uma aranha antiga na China causou muita empolgação. Era algo surpreendente, a criatura gigantesca estava muito bem preservada e parecia ser provinda do período Cretáceo. Mas quando algo parece ser bom demais, temos sempre que desconfiar.

(Fonte: Acta Geologica Sinica/Reprodução)

O fóssil foi encontrado por moradores de uma formação geológica chamada de Yixian, que surgiu cerca de 121-125 milhões de anos atrás. Ele foi vendido para o Museu de História Natural de Dalian, e os pesquisadores o descreveram como uma nova espécie em um artigo publicado na Acta Geologica Sinta. Segundo o documento, ela possuía um corpo em formato de pera, com presas longas e curvadas e pernas finas cobertas por pelos macios e curtos. A equipe responsável pelo artigo concluiu que o espécime era um novo membro do gênero Mongolarachne, que engloba aranhas gigantes como a M. jurrasica, o maior fóssil de aracnídeo já descoberto.

Porém, cientistas em Beijing notaram algumas coisas estranhas e entraram em contato com o Dr. Paul Selden, um distinto professor do Departamento de Geologia na Universidade do Kansas e especialista em fósseis de aranhas.

Ao analisar o artigo, o pesquisador já suspeitou que algo estava errado. Então, ele pediu para seus colegas chineses pegarem a criatura emprestada, para que pudesse analisá-la melhor.

E, no final das contas, a aranha era um lagostim.

O professor notou que os olhos eram muito grandes e faltavam segmentos nas pernas, o que não batia com outros fósseis aracnídeos. Além disso, o local da descoberta possui muitos lagostins.

Aparentemente, os moradores escavaram um lagostim muito mal preservado e decidiram pintar pernas na criatura para poderem ganhar mais dinheiro com algo raro.

Fóssil de um lagostim. (Fonte: Selden, et al. 2019, Palaeoentomology/Reprodução)

Selden admitiu que a falsificação foi bem-feita e não culpa os pesquisadores do Museu de História Natural de Dalian por caírem na enganação. “As pessoas que o estudaram são paleontologistas realmente bons – eles só não são especialistas em aranhas”, afirmou o professor norte-americano.

Colabore com o autor

Para enviar uma sugestão é necessário entrar com seu Facebook

Fonte: Mega Curioso

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe um Comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: