Estreia do “Abraço Amazônico” em Parintins, foi um sucesso

Toadas, danças e exposições foram os atrativos na inauguração do “I Abraço Amazônico” em Parintins – AM (a 369 quilômetros de Manaus) no último fim de semana, na Quadra Poliesportiva Pe Silvio Miotto. Mais de 350 pessoas passaram no local entre artistas, professores e escritores. O evento socioambiental durará até dia 02/07 e é realizado pelo Instituto Natureza Mãe (Inma) com parceria da Diocese de Parintins.

A abertura da solenidade ficou por conta da “Banda Azul e Branco” que animou o publico com toadas do Boi-Bumbá. Dando continuidade o Jornalista Tadeu de Souza leu o texto comemorativo dos 30 anos do Bumbódromo. Em seguida os alunos do Centro Educacional Infantil Gurilândia e de outras escolas fizeram encenação caracterizados de pássaros e pessoas de alguns países simbolizando a miscigenação dos povos na Amazônia. Além da performance com dança indígena da tribo Sateré-Mawé de Parintins.

A cerimônia contou com uma mesa redonda representada por personalidades da Ilha com professores, secretários e pesquisadores que se pronunciaram sobre a importância do evento para o município e como poderá gerar nas pessoas a conscientização ambiental, histórica e cultual do Estado para o Brasil e o mundo.

O Doutor em Geografia da Universidade do Estado do Amazonas em Parintins (UEA), Camilo Ramos, enfatiza a importância de mesclar vários campos da história do Amazonas para promover o Estado. “A academia caminha isolada, o Inpa está em Manaus aqui temos a UEA e a Ufam também, ou seja, através do ‘abraço’ será mais fácil juntar acadêmicos para a reflexão do processo de informação de maneira diferenciada, então acredito que o evento irá unir todos para um só pensamento”, ressaltou Camilo.

A cenografia é um dos pontos altos do evento, começando pelo muro do ginásio, personalidades foram grafitadas representando a cultura amazonense e a fé. No portão de entrada para a quadra tem uma grande alegoria de onça pintada e outras figuras grafitadas que simbolizam a Amazônia. E quando adentramos ao ginásio nos deparamos com a simbologia do evento, uma grande Mãe Natureza de braços abertos, encarnado o abraço a todas as formas de arte, além de quadros da Diocese e outros artistas espalhados pelo ‘Silvio Miotto’.

“Gratidão” é o sentimento que o artista e coordenador do ‘Abraço’, Juarez Lima, expressa em realizar o evento que era seu sonho há mais de cinco anos. “Só tenho a agradecer a Deus, a minha família e a esquipe do Inma. Nada disso seria possível sem nossos parceiros, artistas e voluntários que acreditam em nosso projeto. É uma semente pequena ainda, mas que acreditamos que irá impactar os visitantes da Ilha e os conterrâneos para lutar por uma Parintins melhor”, acrescentou Juarez.

O “Abraço Amazônico” está aberto das 9h às 17h30 na Quadra Silvio Miotto na Rua Sá Peixoto, s/n, Centro.

Jhonata Lobato / Inma

SERVIÇO

O QUÊ: I Abraço Amazônico Natureza Mãe.

QUANDO: de 23 de junho a 02 de julho.

ONDE: Na quadra Silvio Miotto, Rua Sá Peixoto, s/s, Centro, Parintins (AM).

QUANTO: Entrada gratuita

https://www.ojornaldailha.com/estreia-do-abraco-amazonico-em-parintins-foi-um-sucesso/

Mostre mais

Deixe seu Comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios