CidadesEconomia

Alunos de Itacoatiara são premiados em Feira Brasileira de Jovens Cientistas

Alunos vencedores buscam parceria para desenvolver protótipo do projeto vencedor

Itacoatiara AM: Os alunos do ensino médio da Escola SESI Abrahão Sabbá, localizada em Itacoatiara, a 269 quilômetros de Manaus, foram premiados na Feira Brasileira de Jovens Cientistas (FBJC), com as distinções Destaque em Inovação, Engenharias e Prêmio Jovens Cientistas Revolucionários. A FBJC é a primeira feira científica e pré-universitária nacional totalmente virtual. O projeto vencedor dos estudantes é voltado para purificação das águas do rio Amazonas e abastecimento de comunidades ribeirinhas do Estado. Os alunos, que concorreram com projetos de todo o Brasil, agora buscam parceria para desenvolver protótipo do projeto.

Inicialmente, a ideia foi apresentada em abril pelos alunos Rickson Moraes, Amanda Vasconcelos e Alice Pimentel, na Mostra Virtual da Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace), em que saiu finalista e sendo um dos três melhores do estado e o único do interior. O projeto descreve e avalia um sistema que converte a energia elétrica em energia química, conhecida como eletrólise, para purificar as águas do rio Amazonas e abastecer as comunidades ribeirinhas do estado com água potável.

Alunos buscam parceria

“O Sistema desenvolvido pelos alunos pode beneficiar as comunidades que não têm acesso a água tratada e reduzir as doenças causadas pela água contaminada. A equipe segue buscando parcerias para desenvolver um protótipo funcional para que possa ser aplicado e beneficiar de fato essas pessoas”, disse o professor da Escola SESI de Itacoatiara e orientador da equipe, Nicanor Bueno, ao acrescentar que a pesquisa feita pelos alunos mostrou que a implementação seria de baixo custo.

Apresentado ao público por meio de salas virtuais temática, o projeto rendeu três prêmios para os alunos de Itacoatiara. O primeiro foi destaque em “Inovação”, destinado à proposta mais inovadora e relevante para solucionar problemas atuais presentes na sociedade. A ideia também conferiu medalhas e certificados na premiação por área de conhecimento, com o 2º lugar em “Engenharias”, por conta do sistema criado para purificação das águas.

Nas premiações especiais, a equipe foi agraciada com o prêmio Jovens Cientistas Revolucionários FETEC-MS, destinado a equipe que será credenciada e receberá o auxílio financeiro para participar da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul (FETEC-MS) em 2021.

“A participação em um evento de nível nacional ajuda a divulgar a ciência, a valorizar e motivar os alunos a continuar, além de apresentar para o público em geral uma ideia que pode vir a beneficiar o estado do Amazonas. Com esse espaço, o aluno também acaba trocando ideias e conhecendo outros alunos e profissionais para colaborar com o aprendizado”, explicou Bueno.

Para competir com outros 334 projetos selecionados em todo o Brasil, na 1ª edição da FBJC, os alunos, juntamente com Thomás Vasconcelos, do Instituto Federal do Amazonas (IFAM-Itacoatiara), aprimoraram a engenharia e o desenho do sistema, com uso de uma roda d’água em que a energia mecânica é transformada em energia elétrica por um gerador.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um Comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios