No mesmo dia em que o Youtuber Paul Logan foi penalizado pelo seu comportamento errático, o Youtube publicou um novo artigo sobre as suas politicas de conteúdo que contém um reforço das punições para os criadores de vídeos considerados inapropriados. As punições avançadas variam no grau de severidade e visam atingir o número de visualizações dos vídeos dos canais prevaricadores mas, sobretudo, visam impossibilitar a possibilidade dos vídeos inapropriados angariarem dinheiro.

O texto sublinha que cada caso é um caso, que as politicas não serão seguidas de forma cega e que serão tidos em conta as nuances e o contexto dos vídeos. São no entanto referidos diversos exemplos concretos do tipo de conteúdo que será visado e punido: “Como exemplo, podemos considerar que um conteúdo viola severamente as nossas Regras da Comunidade se um criador conduzir uma brincadeira hedionda em que pessoas fiquem traumatizadas, promova violência ou ódio direcionado a um grupo, demonstre crueldade ou sensacionalize o sofrimento de outros com o objetivo de ganhar visualizações e subscritores”.

Punições agravadas

As punições avançadas pelo artigo para os criadores de conteúdos considerados inapropriados foram apresentadas em três pontos:

  • Programas de monetização premium e outros programas de parceria: os criadores poderão ser suspensos, cancelados ou removidos do programa premium, promoções ou parcerias para o desenvolvimento de conteúdo.
  • Monetização e publicidades: Poderá ser vedado ao canal a habilidade de aderir a todos os programas de monetização, incluindo o AdSense.
  • Os vídeos do canal poderão também ser retirados totalmente das recomendações, quer seja na página principal do youtube, na barra de recomendados ou no watch next.

Assim sendo, nos próximos tempos podemos esperar um Youtube mais vigilante e rígido em relação à aplicação das suas normas aos conteúdos publicados na plataforma.

Veja também…

Deixe o seu comentário

https://www.maistecnologia.com/youtube-aperta-as-regras-as-punicoes-conteudos-inapropriados/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta