Manaus – Aos 91 anos, Amadeu Teixeira deixou o futebol amazonense órfão. A lenda do esporte local morreu na noite de ontem (8) no Hospital Unimed, no bairro Parque das Laranjeiras, zona centro-sul de Manaus. Para dar o último adeus ao ‘Seu Amadeu’, como era carinhosamente chamado, durante a manhã desta quarta-feira, torcedores, ex-jogadores, dirigentes e familiares estiveram presentes na Arena Poliesportiva que leva o seu nome, localizada na Avenida Constantino Nery, zona centro-oeste da capital.

O velório acontecerá até às 16h. Amadeu Teixeira será enterrado no cemitério São João Batista, às 17h (Foto: Sandro Pereira)

Neta de Seu Amadeu e presidente do América, clube que foi a maior paixão do ex-treinador, Bruna Parente fez questão de afirmar que o principal legado que seu avô deixará é o caráter.

“Ele não me ensinou apenas ensinamentos de regras do futebol. Ele me ensinou coisas para a vida. Então, isso foi o mais importante. Ele sempre batia e questionava sobre a importância de ser honesto e bondoso. Isso não tem como explicar. Todas as pessoas que conviveram com ele tem uma história e um ensinamento para contar. Esse é o maior legado que o meu avô deixou”, disse Bruna.

Questionada sobre o futuro do América, clube que foi o amor de sua vida, não conseguiu esconder a emoção.

“Se dependesse do meu avô e de todos os envolvidos no clube, o América nunca sairia de campo, mas, infelizmente, não podemos depender apenas do amor. Já faz tempo que as pessoas não vestem a camisa por amor. Infelizmente, hoje, estamos inativos. O amanhã a Deus pertence”, citou a dirigente.

Ex-jogador e capitão do ‘Mequinha’, Artero também esteve na Arena Amadeu Teixeira para se despedir do ex-treinador, para quem mais parecia um pai.

“Acredito que o futebol do Amazonas perdeu um grande pai. Classifico o seu Amadeu Teixeira como educador. Nos meados da década de 1980 e 1990, ele já senhor, nunca deixou a humildade de lado. A sociedade amazonense dava honra, mas ele fazia questão que a humildade fosse à frente. Ele sempre estava presente, cativando e educando. Foi uma honra conhecer o ‘seu Amadeu’ e ser treinado por ele. São gerações que foram marcadas por ele”, citou o ex-jogador.

Artero ainda lembrou de um passagem marcante, quando ele chorou abraçado com o então técnico do América.

“Numa final contra o Rio Negro, fomos ‘garfados’ e, no final, o ‘Seu Amadeu’ me abraçou e choramos juntos. Nunca esqueci isso e sempre conto essa história, pois mostra quem ele era”, disse o ex-jogador.

(Foto: Sandro Pereira)

O velório acontecerá até às 16h. Amadeu Teixeira será enterrado no cemitério São João Batista, zona sul de Manaus, às 17h.

O post Torcedores, ex-jogadores e familiares dão último adeus ao ‘Seu Amadeu’ apareceu primeiro em D24am.

http://d24am.com/esportes/torcedores-ex-jogadores-e-familiares-dao-ultimo-adeus-ao-seu-amadeu/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta