Acaba por ser, essencialmente, um híbrido entre o Tinder e o Linkedin. É desta forma que o Tinder, aplicação multiplataforma de localização de pessoas para encontros românticos online cruzando informações do Facebook e do Spotify, classifica a sua mais recente proposta.

O Ripple, como é designada esta ferramenta, herda do Tinder o popular sistema de interacção que a torna numa aplicação de referência no género, e do Linkedin herda a possibilidade de acrescentar um lado profissional à actividade. De acordo com os responsáveis do Tinder, esta é essencialmente uma solução para promover o networking, muito mais do que uma forma de promover encontros românticos.

Segundo o The Verge, o Ripple apenas vai permitir ligação com pessoas que aprovem essa solicitação e estará focada em ligações segundo uma proximidade geográfica. A diferença para a app de relacionamento é que o Ripple procura minimizar o foco nas fotos, colocando mais informações de texto nos quadros sobre os utilizadores – como histórico de trabalho, habilidades, educação, ligações mútuas e eventos em que participou.

Veja também…

Deixe o seu comentário

https://www.maistecnologia.com/tinder-cria-proprio-linkedin/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta