Equipamentos eletrónicos que apresentam risco de ignição ou de explosão representam uma dor de cabeça para as companhias, obrigadas a gerir situações de risco que provocam sérios danos na sua reputação.

Desta feita é a Lenovo que está debaixo de fogo e foi mesmo obrigada a anunciar a recolha do modelo Thinkpad X1 Carbon, pelo menos modelos comercializados nos Estados Unidos e Canadá. Os chineses revelaram, segundo o portal The Verge, que vai recolher mais de 80 mil unidades naqueles países (só nos Estados Unidos são 78 mil exemplares) por risco de incêndio. O problema é ter um parafuso solto que pode danificar a bateria do laptop, causando o superaquecimento da bateria, ocasionando riscos de incêndio.

O problema foi descoberto quando três unidades do modelo apresentaram aquecimento anormal nas suas baterias. A Lenovo analisou o que poderia estar a causar o defeito e chegou à conclusão de que havia risco de incêndio nos Thinkpad X1 Carbon, nomeadamente modelos fabricados entre dezembro de 2016 e outubro de 2017.

Veja também…

Deixe o seu comentário

https://www.maistecnologia.com/risco-explosao-obriga-lenovo-recolher-modelos-thinkpad/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta