Quadrilha suspeita de explodir caixa eletrônico é presa

0
94

O taxista Aldemir Costa Gomes, de 25 anos; Idercley Souza da Silva, de 28 anos; Leonara Hevelym Rodrigues, de 18 anos; Patrick Max Barbosa Soares, de 28 anos, e Welleson Almeida Magalhães, conhecido como ‘Erê’, de 26 anos, são apontado como responsáveis pela tentativa de furto a um caixa eletrônico da agência Bradesco, que ocorreu na madrugada de sexta-feira (29), na Avenida Autaz Mirim, bairro São José Operário 2, Zona Leste de Manaus. A quadrilha foi apresentada na manhã deste sábado (30), na sede da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd).

De acordo com o delegado titular da Derfd, Adriano Félix, Aldemir, Idercley, Patrick Max e Patrick Max, são indivíduos de alta periculosidade e estão envolvidos em outros assaltos a bancos na capital. Dois dos cinco presos por tentar explodir caixas eletrônicos do Bradesco estão envolvidos no assalto a mão armada ocorrido em uma joalheria Orum do Manauara Shopping, em julho deste ano, na Zona Centro-Sul da cidade.

“São indivíduos violentos e não tinham medo de nada. Essa organização criminosa já vem sendo investigada desde o dia 27 de julho, após o roubo de mais de R$ 1 milhão em joias da joalheria no Manauara Shopping”, disse o delegado Adriano Félix.

Foto: Correio da Amazônia

Idercley e Aldemir foram presos na manhã de sexta-feira (29), por volta das 11h, em via pública, no conjunto Parque das Nações, bairro Flores, Zona Centro-Sul. Idercley, que é chefe do bando, seria o responsável pelo fornecimento das armas de grosso calibre. Ele já tinha mandado de prisão temporário por roubo majorado expedido no dia 12 de setembro deste ano, pela juíza Anagali Marcon Bertazzo, no Plantão Criminal. ‘Erê’ foi detido na casa dele, por volta de 12h, no Beco Boa Sorte, bairro Tancredo Neves, Zona Leste. Já Patrick foi preso por volta das 13h, na residência onde morava, na Rua Rip Rap, bairro São José 3, também na Zona Leste.

Em ato contínuo, os policiais civis identificaram uma casa na Rua da Floresta, na Comunidade Novo Reino, bairro Tancredo Neves, onde foram encontrados uma motocicleta Honda, cor vermelha, placa OAL-8182, com restrição de roubo, em posse de Leonara. Durante a revista na casa, foi encontrada uma porção de cocaína. Ela é companheira de outro integrante da quadrilha que está foragido e não teve o nome revelado para não atrapalhar as investigações.

Conforme o delegado, a casa era alugada pela organização criminosa e servia para armazenar armas, dinheiro e materiais usados durante os crimes. No local, os policiais apreenderam um fuzil calibre 12, uma pistola calibre 100, com numeração suprimida, três chapas de aço para confrontos com a polícia e dois coletes balísticos, além de um carro Onix, cor branca, placa PHH-4724, que era dirigido por Aldemir nos crimes.

Foto: Correio da Amazônia

Félix ressaltou que Idercley também é responsável pelo assassinato de Paulo Tavares da Silva Filho, 22, por conta de dívidas com o tráfico de drogas. A vítima foi executado com seis tiros na noite do dia 7 de agosto deste ano, por volta das 22h30, no campo de futebol Waldir Moraes, localizado entre as Ruas Marginal e Curica, bairro São José 2, Zona Leste de Manaus. A vítima estava em um bar, quando criminosos entraram no estabelecimento e o arrastaram para o local do crime.

Aldemir e Idercley, que já responde por homicídio, foram autuados em flagrante por furto tentado com curso material com organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas e associação para o tráfico.
Idercley foi indiciado, ainda, por roubo majorado. Patrick e Welleson foram autuados em flagrante por organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Já Leonara foi autuada em fragrante por receptação, tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao término dos procedimentos, os envolvidos foram levados para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, bairro São Francisco, Zona Sul e deverão permanecer presos na cadeia à disposição da Justiça.

Comentários

comentários

https://correiodaamazonia.com/quadrilha-suspeita-de-explodir-caixa-eletronico-e-presa/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta