Proteção da floresta nas mãos do povo

0
118

Manaus – Um estudo divulgado na última semana mostrou que os habitantes da Floresta Amazônica são mais eficientes do que governos para protegê-la. O trabalho foi publicado em uma época de notificação de desmatamento ilegal crescente e a busca de esforços para reprimir a prática.

Estudo comparou áreas de proteção estatal com terras administradas por comunidades locais (Foto: Divulgação/EBC)

O estudo realizado por pesquisadores britânicos e peruanos usou informações detectadas remotamente e dados oficiais de 2006 a 2011 para comparar áreas do Peru sob proteção estatal com terras administradas por comunidades locais da floresta e por grupos indígenas. Apesar dos dados focarem no Peru, a realidade é semelhante nos outros países que abrigam a Amazônia, como o Brasil.

Embora as duas estratégias tenham se mostrado mais eficientes para manter florestas tropicais do que áreas desprotegidas, aquelas sob os cuidados dos locais se saíram melhor do que as terras gerenciadas pelo governo, segundo a pesquisa. “Nossa análise mostra que a gestão local da floresta pode ser muito eficaz para conter a degradação da floresta na Amazônia peruana”, disse a principal autora do estudo, Judith Schleicher, pesquisadora da Universidade de Cambridge, em um comunicado. “Iniciativas locais de conservação merecem mais apoio político, financeiro e legal do que recebem atualmente”, completou.

Ativistas esperam que o envolvimento do Ministério do Meio Ambiente do Peru no estudo possa alterar as políticas administrativas.

O Peru prometeu chegar ao desmatamento zero até 2021, mas ambientalistas dizem que uma ofensiva de mineiros ilegais atrás de ouro e produtores de óleo de palma na fronteira amazônica pode inviabilizar esta meta.

Ativistas dizem que as autoridades do Ministério do Meio Ambiente peruano são pressionadas por grupos de lobby poderosos com interesses econômicos na extração de matérias-primas da Amazônia, que não querem ceder o controle de terras em florestas para comunidades locais.

Massacre Indígena

As invasões de terras indígenas perto da fronteira do Brasil com o Peru aumentaram e denúncias apontam que membros de uma tribo ‘isolada’ foram massacrados, no mês passado, por mineiros em busca de ouro, no Vale do Javari, no oeste do Estado Amazonas.

O caso foi denunciado pela Fundação Nacional do Índio (Funai) e está sendo investigado pelo Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM) e a Polícia Federal (PF). Na última segunda-feira (11), a Funai publicou nota, em seu site, informando que ainda não foram encontradas provas que comprovem o massacre.

http://d24am.com/amazonia/protecao-da-floresta-nas-maos-do-povo/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta