Preço da gasolina cai e em alguns postos o produto é comercializado a R$ 3,75, o litro

0
86

Manaus – O preço da gasolina nos postos de combustíveis da capital voltou a cair. A redução começou a ser sentida pelos motoristas desde o último final de semana quando o produto saiu de R$4,15 para R$3,85. Nos dois últimos dias o preço se manteve em queda e o valor mínimo encontrado pela reportagem do Portal D24AM, em postos da zona centro-sul, por exemplo, foi de R$3,75.

Nas zonas norte e leste da cidade o preço varia entre R$3,75 e R$3,79. Em poucos estabelecimentos o produto continua sendo comercializado ao preço de R$3,85, valor que, segundo os motoristas, tem sido o mais comum durante as reduções.

(Foto: Eraldo Lopes)

O representante de vendas, Douglas Miranda, 32, comemorou o atual preço da gasolina. Para ele, quando o combustível reduz, nem que sejam dez centavos, já representa uma boa diferença na hora de abastecer. “Com essa queda da gasolina aproveito logo para encher o tanque, pois a qualquer momento o valor aumenta novamente e eu não posso perder essas promoções”, relatou.

A fotógrafa, Eyshila Gomes, 21, conta que se sente aliviada toda vez que o preço da gasolina baixa. “Essas promoções acontecem de um dia para o outro e aliviam os gastos. Mas todo mundo sabe que quando acaba a promoção o preço volta e às vezes fica até mais caro”, comentou.

Entenda as variações

Apesar de ficarem de olho nos preços e comemorarem as reduções, ambos os motoristas ouvidos pela reportagem não conseguem entender muito bem o que acontece para o preço variar tanto. Para eles, a redução é uma espécie de promoção dos postos na cidade.

Essas ‘promoções’, que na verdade são variações de preço, se tornaram comuns na vida dos motoristas. Isso acontece desde julho deste ano quando a Petrobras passou a adotar uma nova política de reajuste dos preços da gasolina e do diesel comercializados em suas refinarias em todo o país. Desde então os reajustes passaram a ocorrer em menor espaço de tempo, dependendo das oscilações do preço do produto no mercado externo.

É que com a nova política a área técnica de marketing e comercialização da companhia pode realizar ajustes nos preços, a qualquer momento, inclusive diariamente, desde que os reajustes acumulados por produto estejam, na média Brasil, dentro de uma faixa determinada entre -7% a +7%, respeitando a margem estabelecida pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp). Por isso tem sido tão comum o preço variar na bomba de combustível de uma noite para outra, por exemplo.

http://d24am.com/economia/preco-da-gasolina-cai/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta