Perda de comando pode estar ligada à popularidade nas redes sociais

0
93

O capitão da PM, Alberto Neto, conhecido por transmitir operações e prisões de criminosos na sua rede social, será tirado do sub-comando da Força Tática. O policial estava há mais de 4 meses respondendo como subcomandante deste batalhão. Amigos próximos do Alberto, contam que querem tirar ele do batalhão por mero capricho e acham que é perseguição por conta da sua popularidade nas redes sociais.

Há um clima de desconforto entre oficiais e praças após saberem da possível saída do seu comandante que nada podem fazer por ele. Desde quando assumiu como subcomandante, o capitão elevou o nome do batalhão após várias apreensões de drogas e a recente prisão do adolescente que estuprou uma mulher em uma soverteria causando uma enorme revolta na cidade de Manaus. Essas e outras operações e prisões de sucesso do capitão e de sua equipe de policiais, trouxe mais prestígio e reconhecimento para a corporação, porém isso não tem sido suficiente para ter o trabalho valorizado e respeitado.

Popularidade de Capitão Alberto pode estar incomodando os graduados da PM/

O policial militar comandou a 2ª Cicom por mais de um ano, quando foi transferido também sem justificativa, comerciantes e populares fizeram um abaixo assinado para ser entregue ao Comando Geral mas não conseguiram êxito. Alberto foi transferido para a Diretoria de Comunicação Social e depois para o Comando de Policiamento Metropolitano, sendo o atual subcomandante da Força Tática.

Comentários

comentários

https://correiodaamazonia.com/perda-de-comando-pode-estar-ligada-popularidade-nas-redes-sociais/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta