Pendular

0
119

[Resenha/Crítica]: Pendular Vavá Pereira | 19 de setembro de 2017 | 0 comentários Compartilhar no Facebook

É sobre criação, absorção, comunicação e nascimento.

Ela, bailarina, ele, escultor. Os dois precisam criar movimentos que permeiam seus trabalhos. A criação de um reflete no outro.

Assim, nem tudo é absorvido. Coisas ficam no meio do caminho. A falta de comunicação pode atrapalhar e poderá ajudar. Mas também pode vir com sofrimento. Eles não podem ultrapassar o limite do outro.

Aquelas esculturas precisam ter formato. O formato precisa ser pendular. O pêndulo vai pra baixo e dá voltas. A vida da bailarina e do escultor também está dando voltas. Ele quer ter um filho, ela não está preparada para isso. Há o silêncio.

Os corpos se entrelaçam. O sexo é como uma dança, e faz do balé dos corpos uma entrega que desenha os movimentos. E os movimentos vão aparecendo, na dor, no choro, no stress, na desilusão, na sofreguidão e no afago.

Pendular é quase todo feito em um único ambiente, um galpão, e nesse lugar existe saída, mas apenas uma saída, o embate se faz necessário, ou a fuga seria a única opção. E assim as coisas vão tomando forma. Objetos, palavras, silêncios, conhecimentos vão sendo solidificados. O nascimento não é simples, ele precisa ser com dores, isso faz parte da criação.

A diretora Júlia Murat faz um filme em que camadas vão chegando aos poucos. De início (e sempre) é um estudo da criação de um trabalho. Poderia ser qualquer outro trabalho, artístico ou não, mas aqui é mais sobre ela, a bailarina e sua dança. Ela precisa criar, e seus momentos surgem, mas não é como um estalo de dedos. É o movimento que vem sem aviso prévio. Mas também é o anseio da mulher contemporânea, a mulher livre, ela quer amar e ser amada, sem amarras. Ela é dona de si. E o embate acontece. O conflito vem e vai. E arte aparece.

Pendular chega como um trabalho de conflito que gera arte. É a criação dos movimentos que ficarão expostos para quem quiser apreciar.

#FestivaldeCinemadeBrasília50Anos

Nota do CD: 4.5/5 Sinopse:Um jovem casal se muda para um grande galpão industrial abandonado. Uma fita laranja colada no chão divide o espaço em duas partes iguais: à direita o ateliê de escultura dele, à esquerda o estúdio de dança dela. Pendular acontece neste ambiente onde arte, performance e intimidade se misturam; e onde os personagens perdem aos poucos a capacidade de distinguir entre seus projetos artísticos, o passado de cada um e sua relação amorosa. Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Direção: Júlia Murat
Roteiro: Júlia Murat, Matias Mariani
Produção: Júlia Murat, Tatiana Leite
Fotografia: Soledad Rodríguez
Estúdio: Cepa Audiovisual, Esquina Filmes, MPM Film, Syndrome Films
Elenco: Felipe Rocha, Larissa Siqueira, Marcio Vito, Martina Revollo, Neto Machado, Raquel Karro, Renato Linhares, Rodrigo Bolzan, Valeria Barretta
Distribuidora: Vitrine Filmes
Co-produção: Juliette Lepoutre, Andrés Longares, Pierre Menahem, Júlia Murat, Felicitas Raffo, Julia Solomonoff, Canal Brasil e Telecine.
Diretora de arte: Ana Paula Cardoso
Figurinista: Preta Marques
Editores: Lia Kulaukauskas, Marina Meliande
Som direto: Catriel Vildosola/ Desenho de som: Daniel Turin Fernando Henna
Compositores: Lucas Marcier, Fabiano Krieger
Casting: Maria Clara Escobar
Coreografias: Flavia Meireles
Esculturas: Elisa Bracher, Marina Kosowski

Tags: Andrés Longares, Cana Brasil, Crítica, Crítica de filme Pendular, Crítica do filme Pendular, critica de filme, featured, Felicitas Raffo, Felipe Rocha, filme Pendular, full-image, Júlia Murat, Julia Solomonoff, Juliette Lepoutre, Larissa Siqueira, Marcio Vito, Martina Revollo, Neto Machado, Pendular, Pierre Menahem, Raquel Karro, Renato Linhares, Resenha, Resenha Crítica, Resenha Crítica de Filme, Resenha Crítica de Filme Pendular, Resenha Crítica do Filme, Resenha Crítica do Filme Pendular, Resenha de Filme, Resenha de Filme Pendular, Resenha do Filme, Resenha do Filme Pendular, Resumo, resumo de filme Pendular, Resumo do Filme, Resumo do Filme Pendular, Rodrigo Bolzan, Sinopse, sinopse de filme, Sinopse de Pendular, Sinopse do Filme, Sinopse do Filme Pendular, Telecine, Trailer, trailer de filme, Trailer de Filme Pendular, Trailer do Filme, Trailer do Filme Pendular, Tudo Sobre o Filme, Valeria Barretta, Vitrine Filmes

Categoria: Detalhando, Drama, Em Cartaz, Festival de Brasília, Nacional, Resenhas de Filmes, Vavá Pereira

https://cinemadetalhado.com.br/2017/09/resenha-critica-resumo-de-do-filme-pendular.html

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta