Obras sustentáveis podem gerar economia

0
48

Manaus – A crescente urbanização das cidades trouxe como consequência sérios danos para o meio ambiente, como a escassez de água e mudanças climáticas. Devido a isso, a preocupação com o meio ambiente vem tornando-se presente em todas as atividades que geram algum impacto negativo. No mercado da construção civil, as empresas estão cada vez mais conscientes do seu papel e investem fortemente nas construções sustentáveis.

O professor do curso de Engenharia Civil da UniNorte Renato Menezes explica que, além de contribuir com a preservação do meio ambiente, as construções feitas a partir de elementos sustentáveis podem trazer uma economia de até 10% no valor final da obra.

O bambu pode ser usado na construção de estruturas sustentáveis (Foto: Wilson Dias/ABr)

Ele diz que a mudança de mentalidade dos consumidores, que prezam pela preservação da natureza, fez com que o mercado da construção civil se adaptasse e desenvolvesse alternativas sustentáveis capazes de oferecer segurança e durabilidade à obra.

O professor cita como exemplo de prática sustentável o uso de tijolos ecológicos, que são produzidos a partir de solo e cimento. Para se produzir os tijolos é preciso misturar solo, cimento e água em proporções adequadas. Após a compactação, o tijolo possui durabilidade e resistência e pode ser usados nas construções.

Outra prática que vem sendo aplicada na construção civil é a reciclagem de resíduos provenientes da demolição de alvenarias para serem usados em calçadas e pisos. Os resíduos da construção e demolição podem ser utilizados, também, em camadas de pavimentos (ruas) de baixo volume de tráfego, como, por exemplo, vias de acesso a condomínios.

De acordo com Menezes, as garrafas PET, que são facilmente descartadas nas ruas e igarapés, podem ser utilizadas para a fabricação de telhas sustentáveis. As telhas de cerâmica, que são uma das mais utilizadas atualmente, com o passar do tempo, ficam mais suscetíveis à formação de mofo e ao aparecimento de fungos, o que não ocorre com as telhas PET, que são constituídas de plástico sintético. As telhas de PET ainda são capazes de resistir a altas temperaturas, podendo suportar uma máxima de até 85°C.

Uma dica do professor é que no projeto da construção existam espaços que possam funcionar com iluminação natural, assim será possível minimizar o uso da iluminação artificial. “Quando o uso de lâmpadas for necessário, o ideal é optar por lâmpadas de baixo consumo”, reforçou. Reutilizar a água da chuva para lavar calçadas e limpar o banheiro também é uma prática sustentável e que ajuda na economia.

Menezes destaca que todas essas alternativas podem ser utilizadas em uma obra conforme a orientação de um profissional de engenharia. “Somente o especialista vai poder garantir uma obra sustentável e segura”, frisou.

http://d24am.com/economia/obras-sustentaveis-podem-gerar-economia/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta