No AM, 44% dos pequenos negócios são feitos por mulheres

0
99

Manaus – Em todo o mundo, o empreendedorismo feminino está crescendo. Segundo pesquisa realizada pelo Women Entrepreneur Cities Index (WE-Cities), a cada ano o número de mulheres que investem em seus próprios negócios cresce mais de 10%.

No Brasil, o cenário não é diferente. Um estudo realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), o número de mulheres que empreenderam nos últimos 3,5 anos já superou o predomínio masculino, atingindo a taxa de 15,4%.

No Amazonas, o indicador de Microempreededores Individuais (MEI) ainda é de 56% homens e 44% mulheres. No geral, o crescimento de micro empreendedores é de 12% comparado a 2016.

O ramo ainda é um dos mais procurados pelas mulheres quando se tornam empreendedoras (Foto: Sandro Pereira)

Quando o tipo de negócio é confecção, comércio de cosméticos ou cabeleireiros, o número de mulheres aumenta a uma proporção de até sete empreendedoras femininas para três homens no Estado, segundo dados do Portal do Empreendedor.

A empresária Ana Márcia Teixeira realizou o que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta como o terceiro maior sonho dos brasileiros: empreender.

De acordo com a pesquisa, desde 2009, mais de 4,16 milhões de brasileiros deixaram suas carreiras de lado para investirem no próprio negócio. “A Haskell é um sonho que virou realidade por meio de muito trabalho e esforço. Fazemos nossos produtos com muito amor”, celebra Ana Márcia.

Sua carreira começou, em 1983, como cabeleireira. “Apostei no que mais gostava de fazer e resolvi abrir o meu próprio salão. Aos poucos, os clientes foram chegando e fui conquistando espaço. Trabalhava fazendo muitos cortes de cabelo e, com o tempo, tive a minha clientela fiel”, relembra Ana Márcia.

Hoje, ela é presidente e fundadora da Haskell Cosmética Natural, referência no segmento de cosméticos capilares com ativos naturais. Ana Márcia conta que sempre teve o sonho de oferecer algo que contribuísse para o bem-estar e a felicidade das pessoas.

No ano 2000, com poucos recursos, iniciou uma pequena produção de cosméticos capilares. O espaço era pequeno e poucas pessoas a ajudavam. O tempo foi passando e os produtos começaram a fazer sucesso nos salões de beleza. “Um ano depois, bem timidamente, comecei a vender os produtos para as cidades vizinhas”. Conta Ana Márcia. “Eu tinha ambição, queria chegar longe.”.

“Comecei então a vender em loja de cosméticos e a ter meus primeiros distribuidores. Desse momento em diante não parei. Não parei de trabalhar, de conquistar espaço, de mostrar a marca Haskell”, conta a empresária.

Crescimento

Hoje, a empresa possui mais de 200 colaboradores, e até 2018, a fábrica, que fica em Viçosa-MG, contará com mais 7.800m², totalizando 22 mil metros quadrados de área construída. A Haskell possui forte responsabilidade ambiental, com ações que vão desde o tratamento dos efluentes, a preservação da Reserva Legal e Área de Preservação Permanente, onde está instalada a unidade fabril, na zona rural de Viçosa.

Por meio de distribuidores, a Haskell está presente em todos os Estados brasileiros e abastece lojas de Portugal, Inglaterra, Bélgica, Espanha e Holanda, desde o final do ano passado. “Queremos ultrapassar ainda mais fronteiras. No ano que vem, quero abrir lojas nesses Países”, adianta a presidente.

“Desenvolvemos linhas de produtos capilares pensando no estilo de vida e na necessidade de cada consumidor. Temos um cuidado especial na escolha dos nossos ativos. Investimos em alta tecnologia, inovação, segurança e capacitação, e respeitamos o meio ambiente”.

A empresa apoia o Grupo Pérolas Negras, em Viçosa, que promove oficinas focadas no debate de questões de autoestima relacionadas aos cabelos. O projeto visa auxiliar no empoderamento de meninas e mulheres, resgatando sua identidade e valorizando a beleza natural e da cultura brasileira.

http://d24am.com/economia/no-am-44-dos-pequenos-negocios-sao-feitos-por-mulheres/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta