Foi feito o diagnóstico sócio ambiental e produtivo das famílias de terra firme e várzea, a aplicação de questionários sobre a produção rural (Foto: Sempa)

O ano de 2018 começa com boas notícias para o setor primário de Parintins com o anúncio do Ministério da Integração Nacional de que a Prefeitura de Parintins via Secretaria de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Sempa) foi contemplada com aporte financeiro de R$ 1.300.000,00 para executar os programas de Pesquisa e Inovações para Agropecuária e Agropecuária Sustentável que vão promover políticas públicas e introdução de tecnologias de irrigação e de incentivo à produção agrícola, contribuindo para redução da pobreza e incentivo à geração de renda no meio rural.

Graças à articulação política do prefeito Bi Garcia e do vice Tony Medeiros no sentido de apoiar o trabalho da equipe Sempa na busca de parceria com os entes federais, a Prefeitura de Parintins conquista os recursos que serão de fundamental importância no incentivo à ampliação de área irrigada nas comunidades de várzea e terra firme, promoção da ciência, da tecnologia, da inovação, do estímulo à produção e da promoção do desenvolvimento rural sustentável.

Em documento endereçado ao prefeito Bi Garcia, o Ministério da Integração solicita a presença em Brasília de 08 a 13 de janeiro dos responsáveis pelo projeto, a engenheira sanitarista Elizabelle Dias e o secretário da Sempa, Edy Albuquerque, que deverão apresentar os documentos necessários do gestor municipal para a liberação dos recursos e participar de visita técnica em uma região próxima à capital federal para conhecer como se dá a execução do projeto, juntamente com outros cinco estados contemplados.

O secretário da Sempa Edy Albuquerque comemora a conquista após três etapas de intenso trabalho nos últimos seis meses, desde a habilitação e cadastramento do município junto ao ente federal, o diagnóstico sócio ambiental e produtivo das famílias de terra firme (Mocambo,Caburi e Vila Amazônia), a aplicação de questionários em mais de dez comunidades ribeirinhas de várzea e a participação do secretário e da engenheira sanitarista em seminários e encontros em Brasília para responder aos quesitos sobre agricultura e pecuária solicitados pelo Ministério da Integração, o que rendeu certificados de reconhecimento ao prefeito de Parintins e aos agricultores envolvidos.

“Para nós representa o reconhecimento do Ministério da Integração Nacional, a competência administrativa da gestão do prefeito Bi Garcia e obviamente a responsabilidade de todos os profissionais desse segmento e especialmente os que vão trabalhar na execução do projeto. Já estamos definindo com o prefeito quais a comunidades que serão trabalhadas tanto na várzea como na terra firme”, comemora Edy.

De acordo com Albuquerque, com o projeto aprovado será possível trabalhar o enfrentamento aos problemas climáticos e de temperatura. O programa de fortalecimento e de introdução de tecnologias no setor agropecuário visa justamente essa perspectiva real de levar irrigação para o meio rural e introduzir em áreas de várzea, como na região do Paraná do Limão, por exemplo, projetos de hortaliças em ambiente protegido com plasticultura, irrigação, difusão de tecnologia e assistência técnica de qualidade, o que vai representar um grande avanço para o setor.

“São programas importantes como o da agricultura irrigada que é comprovadamente uma das mais efetivas ferramentas de combate à pobreza, geração de emprego e distribuição de renda. Para a nossa região é fundamental porque precisamos estar preparados para o enfrentamento de momentos críticos como a estiagem, porque temos abundância em água nas cheias dos rios e posteriormente um longo período de escassez. Daí a responsabilidade de buscar parcerias com os entes federais para investir no setor produtivo”, afirma. Ele também lembra que as inovações tecnológicas resultam em aumento da oferta de alimentos a preços menores daqueles produzidos nas áreas não irrigadas.

Os programas e recursos estão previstos no Plano Plurianual federal (2016-2019) denominado Desenvolvimento, Produtividade e Inclusão Social que dá a responsabilidade à Secretaria Nacional de Irrigação para gerir e executar as ações. “Estamos muito felizes com o resultado do trabalho porque é objetivo da administração do prefeito Bi Garcia ampliar a produtividade agropecuária, a competitividade e a sustentabilidade da economia, com geração de emprego, renda, divisas e o acesso da população rural aos bens e serviços públicos”, finaliza.

Peta Cid

https://www.ojornaldailha.com/ministerio-da-integracao-aprova-projeto-de-r-1milhao-e-300-mil-para-o-setor-primario-de-parintins/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta