Manauara é bronze no Mundial de Tiro Prático

0
134

Manaus – Mesmo não sendo popular no Estado, o Tiro Prático amazonense tem motivo para comemorar. Na última semana, o atleta Mario Neto, 18, conquistou o bronze na categoria Junior Standard (até 21 anos) no Campeonato Mundial, organizado pela Confederação Internacional de Tiro Prático (International Practical Shooting Confederation – IPSC). O torneio foi realizado na França e reuniu 1.500 dos melhores atletas do mundo.

Em 2017, Mario Neto deu apenas 15 mil disparos contra 100 mil dos filipinos. Foto: Arquivo Pessoal

Em sua categoria, Mario Neto competiu com 356 atletas, ficando atrás apenas de dois filipinos. A princípio, o campeonato serviria para o ganho de experiência, por isso, o resultado expressivo foi muito comemorado pelo jovem. “O Mundial é bem mais longo do que as competições que estou acostumado a competir. Nas etapas do Brasileiro, tem uma média de 14 pista, enquanto no Mundial são 30 pistas. Por isso, o campeonato exige mais concentração, constância e discernimento”, explicou.

E apesar do resultado, o amazonense lamentou o fator psicológico. “Saber equilibrar velocidade e precisão. Foi essa maturidade que mais faltou. Pequei pelo nervosismo. Mas foi excelente. Atirei ao lado de atletas que são ídolos para mim”, disse o atleta, que é treinado por uma das referências da modalidade no País, o técnico Jaime Saldanha.

O Tiro Prático é uma prova dinâmica, composta por movimentos e trocas de carregador, sendo tudo feito com uma pistola ponto 40. Mesmo não sendo olímpica, a modalidade é de alto rendimento e muito popular em países do Leste Europeu e da Ásia. O desempenho foi ainda mais comemorado pelo pai de Mario Neto, Mario Batista, que também é atleta do tiro esportivo.

“Em países como Filipinas e Rússia, os atletas do tiro contam com um forte trabalho de preparação. Contam com psicólogos, nutricionistas, preparadores físicos e outros profissionais essenciais para se chegar ao topo. Eles contam com patrocínio de armamento e de munição, muito diferente da realidade do Brasil. Tentei conseguir uma passagem, mas não deu. Todo o treinamento saiu do nosso bolso. Ele conseguiu ficar em terceiro”, disse o pai do atleta que já acumula títulos nacionais e um pan-americano.

Mario Neto cursa o 3º ano do Ensino Médio e começou a atirar aos 12 anos, graças a uma autorização judicial aliada a uma permissão do exercito que é o Certificado de Registro (CR). Sua principal motivação para entrar no esporte foi acompanhar os treinamentos com o pai. Para o Mundial, Mario Batista explica que foi necessário fazer um trabalho forte para desenvolver a parte técnica e física do seu filho.

“Ele começou a frequentar o campo de tiro e mostrou interesse. Por isso, passei a investir, porque existe uma rotina pesada de alimentação e preparação física. Ele teve que ganhar massa muscular. A categoria envolve precisão, equilíbrio e velocidade. Por isso, o trabalho é muito pesado”, finalizou.

Amazonense lamentou nervosismo que o atrapalhou na colocação. Foto: Arquivo Pessoal

O post Manauara é bronze no Mundial de Tiro Prático apareceu primeiro em D24am.

http://d24am.com/esportes/mais-esportes/manauara-e-bronze-no-mundial-de-tiro-pratico/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta