Manaus – Nem o roteiro mais dramático conseguiria criar a história do empate em 2 a 2 entre Manaus FC e CSA-AL, ontem à noite, na Arena da Amazônia, válido pela 1ª fase da Copa do Brasil. O resultado eliminou a equipe amazonense, que desperdiçou a chance de fazer história, no último minuto do duelo, quando o atacante Nena, cobrando pênalti, parou no goleiro Mota.

O resultado eliminou a equipe amazonense. (Foto: Reinaldo Okita)

Além desse lance, o jogo foi marcado pelo choque entre os jogadores do Manaus FC, Jonathan e Deurick, que paralisou o duelo por 25 minutos. O camisa 1 do Gavião do Norte foi levado desacordado para o Hospital João Lúcio, na zona leste da capital. Deurick e Hamilton foram os autores dos gols do Manaus. Já Giva e Leandro Souza anotaram para os alagoanos.

Para a sorte dos 3.057 torcedores presentes na Arena, as duas equipes iniciaram o confronto mostrando que buscariam a classificação de qualquer jeito. A primeira chance clara de gol aconteceu aos 16 minutos e foi do Manaus FC. Após bom cruzamento da direita de Thiago Granja, o meia Hamilton dominou e ajeitou para a finalização de Panda. Mas o volante pegou mal na bola e parou nos pés do atacante Rossini, que conseguiu dominar e concluiu sem força, facilitando a defesa de Mota.

A resposta do CSA-AL veio aos 23 minutos. Daniel Costa enfiou a bola para Dawhan e saiu cara a cara com Jonathan. Mostrando inteligência, o camisa 5 rolou para Giva, que entrava livre na pequena área. Mas o atacante exagerou na força e acertou o travessão.

O Manaus FC conseguiu abrir o placar, aos 35 minutos, com o zagueiro Deurick. Após escanteio pela esquerda, o camisa 4 aproveitou o bate-rebate dentro da área do CSA para enfiar ‘uma bomba’ de pé esquerdo, não dando a menor chance de defesa para o goleiro Mota.

E quando parecia que o Gavião do Norte iria para o vestiário com a vantagem no placar, o atacante Giva igualou a partida, aos 46 minutos. O camisa 7 recebeu bom passe de Didira e encheu o pé para vencer o goleiro Jonathan.

O segundo tempo começou com o CSA pressionando. Logo aos três minutos, Deurick salvou, em cima da linha, a cabeçada de Giva. Aos cinco minutos, o mesmo Giva entrou pela esquerda e chutou cruzado. Tentando evitar o gol, Jonathan e Deurick se jogaram na bola.

Na jogada, o zagueiro acertou com seu joelho a cabeça do camisa 1 do Manaus, que desmaiou. Os médicos entraram em campo e prestaram os primeiros socorros, mas, desacordado, Jonathan teve que ser levado para o Hospital João Lúcio. No lance, Deurick torceu o joelho esquerdo e teve que ser substituído.

A partida ficou parada 25 minutos. O jogo recomeçou e seguiu truncado. E, aos 20 minutos, o meia Hamilton recebeu na intermediária, dominou no peito e arriscou de longe. A bola subiu e desceu com velocidade, encobrindo o goleiro Mota e morrendo na rede do CSA.

Na comemoração, o camisa 25 recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um a mais, o CSA conseguiu chegar ao empate aos 39 minutos, com o zagueiro Leandro Souza. Após a ‘ducha de água fria’, o Manaus FC ainda lutou e teve a chance de sair de campo com uma classificação digna de um filme.

Zadda lançou a bola em direção à grande área, Nena desviou e a bola bateu na mão esquerda do zagueiro Leandro Souza. O árbitro Vanderlei Soares de Macedo (DF) marcou pênalti para o Manaus FC. Chamando a responsabilidade, Nena partiu para a cobrança, aos 51 minutos, mas o goleiro Mota defendeu e o Gavião desperdiçou a oportunidade de classificação.

O post Em jogo dramático, Manaus FC perde pênalti e dá adeus à Copa do Brasil apareceu primeiro em D24am.

http://d24am.com/esportes/em-jogo-dramatico-manaus-fc-perde-penalti-e-da-adeus-copa-do-brasil/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta