A Foxconn planeia reduzir o número de humanos e aumentar o número de robots nas suas fileiras de produção. A empresa, que labora sobretudo na China e fornece produtos a clientes tecnológicos de renome como a Apple, a LG ou a Dell, não dá portanto mostras de abrandar o seu plano de automatizar rapidamente o maior número de postos de trabalhos possível.

Dai Jia-peng, o chefe da comissão que a empresa criou especificamente para o processo de automatização, anunciou em 2016 que seriam criados por ano 10 mil “Foxbots”. Estes “Foxbots” na prática são máquinas que conciliam tecnologia robótica e avanços na área da inteligência artificial para efetuar determinada tarefa de forma mais eficiente e económica do que um ser humano.

O ano de 2018 não será excepção nesta estratégia e serão produzidos mais 10 mil destes robots, diminuindo assim o total de trabalhadores “humanos” de 60 mil para 50 mil até Dezembro. Foi também anunciado por Terry Gou, chairman da Foxconn, que serão investidos mais 342 milhões de dólares no desenvolvimento de processos e equipamento que possam aproveitar as mais recentes evoluções da inteligência artificial nas suas linhas de produção.

Veja também…

Deixe o seu comentário

https://www.maistecnologia.com/2018-foxconn-vai-substituir-10-mil-funcionarios-robots/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta