Driblando a crise com serviços alternativos

0
88

Manaus – Organização de brechó, transporte escolar, venda de cosméticos, gastronomia e promoções na área de estética são algumas das alternativas utilizadas pelos amazonenses para garantir a renda no final do mês. Para Leida Sicsú, 43, formada em Engenharia Civil há 18 anos e desempregada há dois, além de iniciativa e criatividade, é necessário ter atenção para as oportunidades que aparecem.

Ela conta que serviu ao Exército até agosto de 2015, mas, ao concluir o tempo de serviço, encontrou o mercado de construção civil em baixa e passou a buscar um Plano B. “Meu filho entrou para a creche e muitos pais comentaram que estavam precisando de condução e que seria uma boa para eu ter uma renda fixa”, lembra Leida, que também trabalha com venda de cosméticos. “Até que a minha área de formação volte a contratar, também vou abrir um brechó e estou reunindo confecções, calçados e utensílios domésticos para vender”.

(Foto: Sandro Pereira)

Outro exemplo é Rafael Silva, que por não conseguir emprego, começou a trabalhar com doce gourmet, aliado à venda de cosméticos. Ele ressalta que investir no negócio próprio é muito bom, mas também tem o lado negativo. “Já teve mês que cheguei a ganhar mais de R$1.300, vendendo doces todos os dias, mas é preciso ter disponibilidade, pois não tem horário fixo”, comenta o empreendedor. “E tem meses que ganho muito bem, outros não”.

Para garantir uma agenda certa e movimentada ao longo do mês, a massoterapeuta Vivianne Menezes aposta em promoções e atendimentos personalizados em domicílio, com pacotes para casal, Dia de Noiva e o cartão presente. “A maior procura é pelo serviço de Dia de Noiva e massagem pré-natal, porque a gestante prefere pelo conforto de atender ser atendida em casa”, afirma Vivianne.

http://d24am.com/economia/driblando-crise-com-servicos-alternativos/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta