Esta foi a primeira saída dele da cadeia para trabalhar, mas a sessão foi cancelada por falta de quórum (Foto: Reprodução)

Brasília – Na sessão da Câmara dos Deputados desta sexta-feira (30), o presidiário do regime semiaberto no Distrito Federal, deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), foi o único parlamentar a registrar presença. Esta foi a primeira saída dele da cadeia para trabalhar, mas a sessão foi cancelada por falta de quórum.

A sessão não foi aberta porque não foi alcançado o número mínimo de, pelo menos, 51 deputados, o que fez com que não começasse a contar o prazo de 10 sessões para o presidente Michel Temer se defender da denúncia de corrupção passiva apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR).

Jacob foi preso no dia 6 de junho pela Polícia Federal (PF), em cumprimento à determinação expedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O parlamentar foi detido por volta das 13h, ao desembarcar no aeroporto de Brasília, e encaminhado à Superintendência da PF para identificação e entrega do passaporte.

O deputado foi condenado em junho do ano passado pelo STF a 7 anos e 2 meses de reclusão pelos crimes de falsificação de documento público e dispensa de licitação cometidos enquanto era prefeito de Três Rios (RJ), em 2003.De acordo com a denúncia, Jacob favoreceu uma construtora ao decretar estado de emergência no município.

A autorização para o deputado deixar a prisão durante o dia de trabalho como parlamentar foi autorizado na última terça-feira (27), pelo juiz Valter André Bueno de Araújo, da Vara de Execuções Penais do DF. Segundo o gabinete do parlamentar, ele deve voltar para dormir no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

O post Deputado presidiário é único a registrar presença na Câmara, nesta sexta apareceu primeiro em D24am.

Fonte: http://d24am.com/politica/deputado-presidiario-e-unico-a-registrar-presenca-na-camara-nesta-sexta/

SEM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta