Censo agropecuário retorna após dez anos

0
69

Manaus – Após dez anos desde a última pesquisa, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) lançou, ontem, o Censo Agropecuário 2017, no auditório da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam). No Amazonas, 547 recenseadores vão percorrer 130 mil estabelecimentos, nos 62 municípios do Estado. A coleta de dados inicia em 1º de outubro e os resultados serão divulgados em junho de 2018.

O último Censo Agropecuário foi realizado em 2007, sendo este o primeiro Censo a ser realizado no século 21(Foto:Valter Campanato/ABr)

Esta é a 11ª edição da pesquisa que iniciou em 1920, antes mesmo da fundação do IBGE, em 1936, quando passou a ser o responsável pela realização dos Censos do País.

O último Censo Agropecuário foi realizado em 2007, sendo este o primeiro Censo a ser realizado, no século 21, e um dos primeiros a utilizar coletores digitais de dados em substituição ao questionário em papel.

Para o chefe do IBGE, no Amazonas, José Ilcleson Mendes, o estudo é o mais completo sobre o setor. “Anualmente nós divulgamos pesquisas sobre o setor agropecuário, mas não são pesquisas tão completas como o Censo porque nós percorremos toda a zona rural, entrevistando todos os produtores”, ressalta.

A participação dos agricultores é fundamental para o sucesso do levantamento, como destaca o gerente nacional do Censo Agropecuário, Antônio Florido. “A pesquisa procura fazer uma fotografia geral de todos os estabelecimentos agropecuários e esse retrato serve de base para estudos, análises e políticas públicas, por isso é fundamental que os agricultores participem, pois o estudo servirá de base para os próximos dez anos”, afirma.

Entre as novidades desse Censo, estão os dispositivos móveis de coleta, além da união com entidades associativas para conferir com maior nitidez a realidade do campo no território brasileiro. “Essa iniciativa foi realizada para que o Censo obtenha, por meio dessas entidades, a demanda da informação para que entreguemos de maneira otimizada para orientação das políticas públicas, seja associação de produtores, cooperativas, sindicatos, confederaçõess ou federações estaduais e grandes corporações de produtores como de soja, trigo e o leite”, explica o coordenador operacional de Censos do IBGE, David Monteiro.

De acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (FAEA), Muni Lourenço, o perfil produtivo do Estado mudou muito após o último Censo. “Estamos muito felizes porque houveram muitas mudanças no perfil produtivo rural do Amazonas com tendência de crescimento em alguns segmentos da área rural e o Censo poderá trazer com riqueza de precisão da informação essa tendência”, disse.

Serão cinco meses de coleta de dados do Censo Agropecuário, Florestal e Aquícola, entre 1º de outubro de 2017 e 28 de fevereiro de 2018. No Amazonas, são 547 recenseadores que vão percorrer 130 mil estabelecimentos nos 62 municípios do Estado.

http://d24am.com/economia/censo-agropecuario-retorna-apos-dez-anos/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta