Caixa altera sistema e suspende pagamentos

0
77

Brasília – Os pagamentos do abono salarial, rendimentos e cotas do Programa de Integração Social (PIS) estão suspensos em todos os canais da Caixa Econômica Federal até o próximo domingo (15). A instituição está preparando os sistemas operacionais para pagamento das cotas do PIS por idade e aposentadoria, com calendário a ser iniciado em 19 de outubro.

“A Caixa está se preparando da melhor maneira, na estratégia de atendimento e na parte operacional e tecnológica, para que os beneficiários possam ter agilidade ao procurar os canais de saque”, informou o superintendente nacional de Benefícios Sociais da Caixa Econômica Federal, Rogério Saab.

O sistema está sendo programado para os pagamentos, a partir do dia 17 (Foto:Werther Santana/AE)

Na próxima quinta-feira (19), homens e mulheres com 70 anos ou mais poderão fazer o saque do Fundo PIS/Pasep. Porém, clientes da Caixa Econômica Federal (Caixa) ou do Banco do Brasil (BB) receberão o benefício dois dias antes do previsto, na terça-feira (17), com o crédito feito diretamente na conta-corrente ou poupança.

Além disso, mulheres com mais de 62 anos de idade e para os homens acima de 65 anos, que somam mais de 3,59 milhões de brasileiros, também têm direito ao saque dos valores do PIS/Pasep, conforme a Medida Provisória (MP) 797/2017, assinada pelo governo federal, em agosto desse ano.

Vão receber o benefício os trabalhadores dos setores público ou privado, cadastrados no programa entre 1971 até 4 de outubro de 1988, que ainda não sacaram o saldo total na conta individual de participação.

Até a assinatura da MP, a pessoa só poderia sacar o dinheiro das contas ao se aposentar, ao completar 70 anos, em casos de morte, invalidez, HIV, câncer e doenças graves, entre outros casos.

Criação

Criados em 1971, os fundos PIS/Pasep funcionaram, por quase 20 anos, como uma poupança particular. A cada ano, o trabalhador tinha direito a receber o rendimento das cotas e podia sacar todo o crédito em caso de aposentadoria, doença grave ou ao completar 70 anos.

Os fundos vigoraram até 4 de outubro de 1988. Com a promulgação da Constituição, a arrecadação do PIS/Pasep passou a ser destinada ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que empresta a empresas do setor produtivo. O PIS é destinado aos trabalhadores da iniciativa privada. O Pasep, aos servidores públicos.

No entanto, falhas na comunicação entre o governo, as empresas e os trabalhadores fizeram muitos não sacarem as cotas dos fundos, mesmo cumprindo os requisitos para a retirada. No ano passado, uma auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) identificou que 15,5 milhões de brasileiros tinham abonos do PIS/Pasep a receber.

Desde o ano passado, a promoção de campanhas reduziu pela metade o contingente de brasileiros que ainda não sacaram o benefício. Para zerar o passivo e injetar R$ 15,9 bilhões na economia, o governo publicou, no fim de agosto, a Medida Provisória 797, que reduziu as restrições para o saque e criou um calendário para a retirada.

http://d24am.com/economia/caixa-altera-sistema-e-suspende-pagamentos/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta