Balé Jovem de Berlim quer incluir Teatro Amazonas em turnê pelo Brasil

0
59

Com planos para uma apresentação no Teatro Amazonas em 2018, o Balé Jovem de Berlim (Landesjugendballett Berlin) fez uma visita à Secretaria de Cultura do Amazonas na manhã desta sexta-feira (22). Em encontro com o secretário Robério Braga, o diretor geral da companhia e escola alemã de dança, o Prof. Dr. Ralf Stabel, manifestou o desejo da instituição de incluir a capital amazonense no roteiro de sua turnê pelo Brasil no próximo ano, em comemoração aos seus 65 anos.

Stabel se mostrou especialmente encantado com o Teatro Amazonas. “O Brasil é um país grande e fantástico, com cidades conhecidas por suas culturas características. Temos interesse em lugares únicos e especiais no mundo, e após essa primeira visita à capital amazonense, com esse Teatro, acreditamos que aqui é um desses lugares”, declarou ele, revelando ainda interesse no intercâmbio artístico entre Manaus e Berlim.

“Estamos interessados nessa troca porque acreditamos que os artistas da Amazônia representam expressões artísticas especiais. Uma troca como essa se dá uma vez na vida, e queremos ter esse encontro aqui e poder levar isso também à Alemanha”, explicou Stabel. “Também somos uma escola de dança, e buscamos que nossos alunos tenham uma visão mundial, uma visão de que todos vivemos num só mundo”.

Foto: Divulgação/Secretaria de Cultura do Amazonas

Por sua vez, Braga manifestou interesse no intercâmbio com o Balé, e relembrou outras trocas artísticas positivas entre o Amazonas e a Europa. Entre elas, a vinda de músicos do Leste Europeu para o Amazonas, nos anos 1990, que impulsionou a criação de orquestras, de uma escola de cursos livres – o atual Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro – e dos cursos de Música na Universidade do Estado do Amazonas.

“O que fizemos com a Música poderíamos fazer com a Dança, com a diferença de que, com a Música, não tínhamos à época nem um violino sequer. E ainda assim, em abril de 1997, fizemos um festival de ópera”, afirmou. “Na Dança já temos uma tradição que começa com nossas origens indígenas, e com o trabalho de 20 anos do Corpo de Dança, além de escola de arte e universidade com cursos de Dança”.

Além de Braga e Stabel, o encontro na sede da Secretaria de Cultura teve a participação de Beth Cantanhede, secretária executiva da pasta; de Getúlio Lima, diretor do Corpo de Dança do Amazonas, mantido pela Secretaria; de Edna Azevedo, assessora de Relações Internacionais do Instituto Federal de Brasília (IFB), que vem dando apoio ao Balé nas visitas pelo Brasil com vistas à realização da turnê; e de representantes do Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

Após a visita à Secretaria, o diretor da Landesjugendballett Berlin e os demais representantes do IFB e Ifam seguiram para uma visita ao Teatro Amazonas, acompanhados de Getúlio Lima.

Comentários

comentários

https://correiodaamazonia.com/bale-jovem-de-berlim-quer-incluir-teatro-amazonas-em-turne-pelo-brasil/

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta